Integrar Meditação e Oração em suas Atividades Diárias

Oração Nas Atividades Diárias


A maioria de nós quer paz e felicidade em nossas vidas; é para isso que vivemos. Às vezes podemos sentir que a verdadeira paz e contentamento espiritual são impossíveis neste mundo caótico de estresse, pressa, excesso de estímulos externos e preocupações financeiras. O desejo de fugir para um lugar distante pode ser altamente tentador.


A maioria de nós não pode simplesmente retirar-se para uma caverna ou mosteiro, onde possamos ser totalmente contemplativos, meditando e orando com Deus sem interrupções. Não podemos nos dar ao luxo de deixar tudo para trás. A resposta é integrar meditação e oração em todas as suas atividades diárias. Como o Apóstolo Paulo sugeriu, orar incessantemente. A oração de Jesus é a meditação perfeita.

Monges, monjas e eremitas espirituais tem deixado seus problemas do "mundo civilizado" para trás há séculos, inicialmente retirando-se para o deserto egípcio. Um dos primeiros monges cristãos foi Santo Antonio do Deserto ou Antão do Egito, um homem determinado a encontrar Deus no silêncio e isolamento. Nascido em uma rica família mercante, um dia, ele passou por uma igreja e ouviu o ministro recitando as palavras de Jesus: "Vai, vende tudo o que tens e dá-o aos pobres, e vem e segue-me." Aquelas palavras penetraram-lhe o coração e com a idade de 34 anos, doou toda a sua herança e se retirou para o deserto. Ele encontrou um sepulcro abandonado e viveu sozinho alí por muitos anos. No deserto, ele não só encontrou uma maneira de abandonar seus desejos materiais, ele aprendeu a viver com muito pouco de água ou alimentos, procurando apenas a oração como sustento. Santo Antão, considerado por alguns como o pai de todos os monges, recitou a Oração de Jesus mais e mais, buscando apenas a misericórdia de seu Senhor Jesus Cristo.

Esta antiga oração foi transmitida através de gerações. Inicialmente de forma verbal, foi depois escrita em manuais de instruções obscuros destinados apenas a monges. Ela foi mantida em segredo, apenas para ser revelada como parte de uma vida dedicada ao isolamento.

Ainda em uso cerca de 2.000 anos depois, em mosteiros e igrejas que nasceram à partir do deserto egípcio e se espalharam para a Grécia, Mediterrâneo, Europa Oriental, terras eslavas, e da Rússia, a Oração de Jesus continua agora a ser revelada para aqueles de nós no mundo ocidental. A oração, Kyrie Eleison em grego (senhor tende piedade), ou Oração de Jesus, tem grande poder.

Aqueles que verdadeiramente anelam amar e servir a Deus devem praticar a Lembrança de Deus através da repetição ininterrupta da Oração de Jesus, sussurando ou dizendo mentalmente: Senhor Jesus Cristo, Filho de Deus, tende piedade de mim, pecador.

Não há mais a necessidade de se tornar um monge ou freira para conhecer e usar esta oração. Não é necessário deixar a sua família, nem trabalho ou casa para trás e renunciar a tudo. Na verdade, a verdadeira renúncia é uma questão muito mais interna do que externa. Podemos viver no mundo sem ser do mundo, tendo a Oração de Jesus como como âncora e como guia.