Vivendo a Oração de Jesus

Vivendo a Oração de Jesus

A Oração de Jesus, também chamada a "Oração Incessante", "Oração do Coração", ou "Oração do Silêncio", é uma forma antiga de oração, de estar "atento" a Deus, praticada desde os primórdios da Igreja até os dias atuais por uma tradição irrompível. Até recentemente, ela havia sido usada principalmente pela Igreja do Oriente, mas agora ela está ficando também conhecida por um número crescente de cristãos no Ocidente. Começou nos primeiros séculos da cristandade, como uma oração de monges e freiras, padres e madres do deserto, mas rapidamente foi ensinada para todos aqueles que foram atraídos por ela, e é agora praticada por milhares de homens e mulheres, tanto leigos quanto religiosos, em todo o mundo.

Sua forma é muito simples. Consiste na repetição constante de apenas algumas palavras: "Senhor Jesus Cristo, Filho de Deus, tem piedade de mim, um pecador", ou "Senhor Jesus Cristo, tem piedade de mim", ou "Jesus Cristo, tem piedade de mim", ou até memo na repetição da única palavra "Jesus". A fórmula exata não importa, contanto que o Nome Santo de Jesus seja o seu centro.

Mas, a partir do momento em que descobrimos a exata expressão que mais nos toca, devemos permanecer com ela. O nosso praticar a oração torna-se mais fácil e se fortalece mais cedo, se nós não ficarmos "experimentando-a". Nós a praticamos sentados e quietos, com nossos olhos fechados e, repetindo as palavras lenta e suavemente, com atenção e silêncio, inúmeras vezes, não só com nossos lábios como com nossas mentes.

Alguns mestres da oração recomendavam que as palavras deveriam estar sincronizadas com o ritmo da nossa respiração (p. ex., "Jesus Cristo", inspirar, "tem piedade de mim", expirar).

Isso ajuda a acalmar a mente e permite que as palavras da oração venham a fluir interna e externamente, de um modo muito natural.

Ir. Zaleski - "Vivendo a Oração de Jesus"