Mensagem de Natal

A Oração de Jesus - Mensagem de Natal


O Natal é historicamente conhecido por todos os homens do mundo  como o memorável dia do nascimento de Jesus, o Salvador. Embora seja verdade que o Natal é assim celebrado como o dia do advento de Cristo neste mundo, também simboliza uma verdade muito significativa da vida espiritual. Jesus Cristo viveu e simbolizou a Consciência Divina. Ele é a própria personificação da Divindade. Ele nasceu num momento em que a ignorância, a superstição, a ganância, o ódio e a hipocrisia prevaleceram sobre a terra. Os governantes eram arrogantes e injustos. O povo era avaro, indolente e negligente. A pureza foi esquecida. A moralidade foi negligenciada. Eles estavam mais empenhados em adorar mammon do que adorar a Deus. Não existia um Ideal Espiritual.


Em meio a essas condições, Cristo nasceu e trabalhou uma transformação na vida das pessoas. Ele deu um sentido novo e espiritual à vida do homem. Ocorreu uma mudança na terra. As pessoas começaram um novo modo de vida. Assim, uma nova era surgiu no mundo.


Aquelas condições de escuridão, impureza e materialismo que prevaleceram antes da vinda de Cristo significam para você o estado interno da personalidade do buscador antes que o discernimento tivesse surgido sobre ele e antes de um despertar espiritual ter ocorrido. Nesse período, o buscador não pensou em Deus ou na vida espiritual superior. Ele está imerso na busca das coisas materiais desse mundo físico externo. Ele é escravo de seus sentidos. Ele não possui um ideal espiritual na vida. Arrogância, avareza e sensualidade caracterizam sua personalidade. Ele vive uma vida de luxúria, raiva, ganância, ansiedade, orgulho e ciúmes.


Se esse estado de coisas deve cessar e o buscador deve entrar em uma nova vida de aspiração espiritual, pureza e devoção, então o Espírito Crístico deve ter seu nascimento dentro de seu coração. Esse é o Natal real, quando o elemento Divino começa a se expressar no coração do homem. A partir de então, a luz começa a brilhar onde a escuridão prevalecia. A ignorância dá lugar ao início da sabedoria. A impureza é substituída pela pureza. O ódio cessa e o amor começa a florescer.


Em seu núcleo mais íntimo, o homem é essencialmente Divino. Mas, nesse campo de personalidade humana, duas forças continuam atuando. São as forças do bem e do mal, da luz e da escuridão. O "Divino" e o "Profano" operam na consciência humana do homem. Superar e erradicar completamente os elementos subjacentes e manifestar plenamente o elemento divino supremo em toda a sua radiante luz e glória, deve ser alcançado Vivendo a Vida de Cristo. Esta é a vida espiritual. Este é o Caminho que nos leva à Imortalidade, Felicidade Suprema e Paz Eterna.


Se a Vida de Cristo deve ser vivida, antes de tudo, o Menino-Cristo deve nascer em nós. Apenas então a vida espiritual real começa para o aspirante. A primeira manifestação do desejo Divino na forma de aspiração espiritual e reconhecimento do ideal espiritual significa o nascimento do infante Jesus dentro do ser do buscador. A partir daí, começa a viver a vida de Cristo em todos os seus detalhes espirituais de sublime pureza, fé na Divindade, misericórdia, compaixão, amor, altruísmo, oração, etc. Assim começa a vida espiritual. Este é o simbolismo e implicação espiritual do Natal.


Com o advento deste Espírito Crístico dentro do coração do homem, todos os desejos humanos chegam ao fim e são substituídos por pura aspiração divina superior, a Espiritualidade supera o materialismo. Você se livra da sua escravidão aos sentidos. Você começa a viver uma vida nova, uma vida divina de pureza, amor, renúncia, humildade, desapego e altruísmo. Sua vida se torna sublime como a vida de Cristo. Você começa a viver uma vida de completa fé e dependência de Deus. Você sempre pensa em Deus, fala sobre Ele e vive para Ele. Ajudar os outros torna-se uma alegria real para você. Você se torna um testemunho vivo do Divino. Todas as atividades da sua vida fluem para Deus.


Um detalhe pequeno, mas muito bonito, de significado profundo deve ser notado, pois revela uma profunda lei espiritual. É o tempo e a maneira do nascimento do Senhor no santo dia de Natal. Jesus Cristo não nasceu em um grande palácio. Ele não nasceu para pais ricos ou cultos. Além disso, ele não nasceu em pleno brilho da luz do dia com o conhecimento de todos os homens. Jesus Cristo nasceu em um lugar simples e humilde, um canto de um estábulo. Ele nasceu para pais humildes e pobres, que não tinham nada para se gabar, exceto seu próprio caráter impecável e santidade. Também nasceu na escuridão, na obscura hora da meia-noite, quando ninguém sabia disso, exceto algumas pessoas Divinamente abençoadas.


O significado profundo do detalhe acima diz que o despertar espiritual vem ao buscador que é perfeitamente humilde e "manso" e "pobre de espírito". A qualidade da verdadeira humildade é um dos fundamentos indispensáveis. Então, encontramos a simplicidade, a santidade e a renúncia de todo o desejo de riqueza mundana e orgulho intelectual. Assim como Cristo nasceu desconhecido do mundo e na obscuridade das trevas, o advento do Espírito Crístico ocorre no interior do homem quando há auto-abnegação e humildade total. Onde o auto-engrandecimento e a vaidade permanecem, a descida da Divindade não pode ocorrer, pois essas expressões de egoísmo são sempre uma barreira para o desenvolvimento da consciência divina. O Reino dos Céus Interior é para o espírito humilde. Assim, a verdadeira humildade é a divina precursora, como as lendas, que anuncia a ruptura do feliz dia novo, o advento da nova era de uma vida em espírito. Quando ela aparece dentro de você, então o Natal sagrado ocorre. Há então um novo nascimento.


Este é o nascimento em uma Vida Divina. Foi o segredo deste nascimento que, há séculos, o Senhor Jesus explicou docemente ao bom Nicodemos. O bom homem não entendeu o que precisamente Cristo quis dizer quando ensinou que um homem deve Nascer de Novo se quiser alcançar o Reino de Deus. "Como isso pode ser?", perguntou Nicodemos. Foi então que Cristo explicou que este nascimento é Interior, não do corpo, mas no Espírito. Esse nascimento espiritual interior é essencial para que o Supremo seja alcançado, para que a Verdadeira Felicidade seja experimentada. Por isso a Verdadeira Alegria e Felicidade chegam apenas quando chega o Natal Interior.


Ó humanidade! Ouçam essa importante mensagem do Natal Interior. Que o verdadeiro significado do Nascimento Divino de Cristo penetre em vossos corações!


Percebam plenamente que, enquanto a sede de Mammon e a arrogância do poder infectarem a natureza do homem, o Espírito de Paz de Cristo, a Bem-Aventurança e Verdadeira Felicidade não poderão entrar em sua vida. Enquanto o Natal está sendo celebrado em todo o mundo cristão, tenhamos em mente que, "a não ser que Nasçamos de Novo, não poderemos entrar no Reino dos Céus", e a menos que a simplicidade e a pureza do coração dos pequeninos venham habitar na natureza endurecida e não regenerada do homem moderno, o advento da Divina Graça como paz, prosperidade, bem-estar universal e concórdia estarão muito distantes. Tal como acontece com o indivíduo, da mesma forma com as nações do mundo, os fundamentos da verdadeira fé, da verdadeira caridade, humildade genuína e um renascimento espiritual por si só podem instaurar a verdadeira felicidade e fraternidade sobre essa terra. Quando tal transformação ocorrer no homem e nas nações dos homens, quando eles renunciarem às suas políticas de ódio e ganância, então o mundo moderno realmente apreciará as bênçãos do Natal real e universal. Então será o advento do Santíssimo Cristo neste mundo desesperado. Até então, o Natal será apenas uma sombra da verdadeira glória do advento do Senhor. Nascer de Novo e Viver o Novo! Que a felicidade e a glória do advento do Senhor permeiem a terra!


Quando a Divindade se manifestar, acolham-na com os braços abertos. Não estejam tão absortos no mundo, negando assim lugar ao Senhor. Em seu abençoado advento, a terra estava tão absorta em contar os homens e calcular os impostos que não havia mais lugar para receber o Senhor. O censo e a tributação significam a escravidão da alma e a preocupação nas relações humanas e apegos seculares e aumento dos lucros. Estejam atentos a esses erros vitais, desviando-se interiormente de toda busca de riqueza terrena e superando todo o apego. Estejam sempre receptivos à expressão do Espírito Divino dentro de vós.


Amados irmãos, iniciem agora o Natal Real e Espiritual dentro de seu Ser!


Conquistem o egoísmo. Sejam  a concretização da verdadeira humildade. Desenvolvam mansidão e humildade de espírito por rendição humilde ao Senhor. Sejam corajosos para superar todos os obstáculos. Alegremente renunciem a mammon. Recebam a Luz da Graça Interior. Regozijem-se com o Advento do Divino. Assim, comemorem o Natal que, em última instância, os conduzirá ao glorioso clímax da Transfiguração, Ressurreição e Ascensão. Sejam coroados com a glória Divina. Alcancem a imortalidade, a liberdade perfeita e estejam sempre absortos em divina felicidade. Através do Natal, percebam a Consciência de Cristo e a luz radiante da Sabedoria Divina!